terça-feira, 23 de julho de 2013




Mulher desconfiada

 *PRÉ JULGAMENTO LEVA AS PESSOAS AO ERRO, E ESTE AS VEZES É IRREPARÁVEL.

Apesar de viverem na abundância, as coisas não corriam bem entre o
marido e sua jovem mulher. Na verdade, ela estava convencida de que
ele andava metido com a bonita empregada da casa.

Então resolveu preparar uma armadilha pra pegar o marido no flagra.
Dispensou a empregada no fim de semana e não contou ao marido.

A noite, quando iam pra cama, o marido contou a mesma velha história:


- Desculpe, minha querida, mas estou mal do meu estomago outra vez.
Vou tomar um ar e já volto.

Ele então rumou em direção ao banheiro. A mulher saiu rápido pelo
corredor, subiu as escadas e deitou-se na cama da empregada.

Mal ela tinha apagado a luz, veio ele, em silêncio. E , sem perda de
tempo, saltou para a cama e fez amor com ela com toda a fogosidade.
Ambos gemiam de prazer.

Quando terminaram, a mulher disse, ainda ofegante:
- Você não esperava me encontrar nesta cama, não é querido?
E ligou a luz.
- Sinceramente, não, minha senhora, disse o jardineiro !!!




Menino vem correndo e diz à mãe:
- Mãe, você é uma mentirosa!
- Mais por que você diz isso meu 
filho?
- Você disse que meu irmãozinho era um anjo!! Eu joguei ele pela janela e ele nao voou...

 
 Bem amigos da Rede Globo. Estamos aqui em BUENOS AIRES, no EQUADOR //volta prá escola Galvão.

Qual e o seu ultimo desejo?

- Quero me naturalizar argentino.

- O carrasco.Estranhando, por que? - 
pergunta 

- E que assim morre mais um argentino.


Galileu, quando afirmou que o mundo apenas girava, confirmou o que os bêbados já sabiam. 
Quem não bebe não vê o mundo girar.

  PRA   FECHAR

Joãozinho tinha um cachorro que ganhou um nome um pouco incomum: cu

Era um tal de \"cu, vem comer!\" pra cá, \"cu, pega o osso!\" pra lá, \"cu, pára de latir!\" pra todo lado. Até que a mãe de Joãozinho ficou de saco cheio dessa história e disse:

— Ou você muda o nome desse cachorro ou eu vou dá-lo pro vizinho!

Só que Joãozinho já tinha acostumado com o belo nome que deu e, no mesmo dia, deixou escapar:

— cu, vamos passear?

Furiosa a mãe pegou o cachorro e foi presentear o vizinho.

Nesse tempo o pai dele chegou:
— Oi, filho, tudo bem? Onde está sua mãe?
— Ah, pai... A mamãe foi dar o cu pro vizinho!